terça-feira, 3 de agosto de 2010

23/07/2010 - As riquezas culturais de Lagolândia

Pelo povoado de Lagolândia passam as águas do Rio do Peixe. Situado a 37km de Pirenópolis, este povoado tem aproximadamente 500 habitantes. O cenário é composto pela paisagem bucólica das casas interioranas.

Os costumes religiosos e curiosidades do lugar despertam a atenção dos turistas, que vêm de longe para participar da Festa em homenagem ao Divino Pai Eterno, a São Benedito e a Nossa Senhora do Rosário, conhecida como Festa do Doce. O festejo ocorre sempre na terceira semana de julho. De acordo com Bento Florêncio de Souza, que há 17 anos ajuda a organizar o evento, a comunidade costuma escolher o Rei, a Rainha e o Imperador da Festa. São formadas equipes para selecionar frutas e fazer os doces. Só a equipe dele fez 3480 quilos de doce.

No município desde o dia 13 de julho para a Operação Pirineus II, que visa atender as comunidades de seis dos povoados locais, os voluntários do Projeto Rondon Nacional e de Goiás participaram das comemorações. Depois do encerramento das atividades em Malhador, no dia 17 de julho, os rondonistas visitaram a Festa do Doce em Lagolândia. Todos se animaram com receptividade do rei, da rainha e do imperador e com a variedade de doces. Segundo Maria Damascena Pereira da Silva, rainha deste ano, esta é uma tradição que existe no povoado há mais de 80 anos. Há a alvorada e novena dedicadas aos padroeiros da festa. A marca registrada é a distribuição de doces gratuitamente para os visitantes e toda a comunidade.
A Festa do Doce foi uma tradição iniciada por Benedita Cipriano Gomes, Santa Dica, personagem marcante da história de Lagolândia. Segundo Bernarda Cipriano Gomes, sua irmã, o nome Benedita foi escolhido pela parteira devido a complicações que sua mãe teve ao dar à luz. “A parteira deu ela para São Benedito para ver se ela sobrevivia”, conta. Santa Dica era reconhecida pelos moradores de Lagolândia pelo seu espírito de liderança. Bento Florêncio de Souza, afilhado de Santa Dica, relata que ela dava orientações espirituais para as pessoas. A Praça Benedita Cipriano Gomes, ponto de lazer da comunidade, é um legado deixado por ela. É a Associação Feminina de Lagolândia, também fundado pela mesma, é quem preserva os canteiros da Praça.




(Deiga Luane Borges)


Fonte: Projeto Rondon® - Goiás

Um comentário:

Leitores e Cinéfilos disse...

Gostei do post. Esse tem gosto de saudade, afinal sinto bastante falta do chão goiano, apesar de ainda não conhecer Lagolândia, nem Pirenópolis. Conheço outras cidades por lá... tenho família por lá... tem um pedaço de mim por lá... Parabéns pelo blog!